Frigorífico na Samambaia é investigado por denuncia de trabalho escravo

    O ministério público abriu um inquérito para investigar denúncia de trabalho escravo em um frigorífico de a bate de carne na Samambaia. A suspeita é de que mulçumanos são trazidos para o Brasil e submetidos a jornadas exaustivas de trabalho,dormindo em locais sujos e com alimentação precária .

Segundo reportagem da BBC BRASIL,houve registro semelhante em duas empresas no Paraná ,o que para os procuradores reforça a possibilidade de uma rede de tráfico humano para abastecer mão de obra em frigoríficos brasileiro. Um desses trabalhadores relatou a BBC que chegava a matar 75 frangos por minuto e que foi demitido por minuto e que foi demitido quando reclamou da jornada dupla.

Em samambaia reportagem constatou condições precária em alojamento. Segundo a BBC BRASIL o frigorífico da samambaia pertence a Sadia que terceiriza o serviço de abate.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s